O Prêmio Caymmi de Música

Festa de rua

Reconhecer, fortalecer e premiar a nova produção musical baiana, impulsionando novas criações: eis a missão do Prêmio Caymmi de Música. Inspirado no histórico das premiações musicais e no mestre baiano da Música Popular Brasileira, Dorival Caymmi, que em 2014 completaria 100 anos, o Prêmio busca o diálogo com as necessidades do mercado cultural da Bahia. O Prêmio resgata a tradição dos festivais estimulando, impulsionando e destacando a produção musical baiana.

Com duração de 10 meses o projeto envolverá toda a Bahia, celeiro musical do país, e ocupará os espaços públicos de Salvador, buscando cumprir uma importante função que é pautar a produção baiana, dignificar a qualidade sonora da Bahia e valorizar a diversidade e o acesso dos artistas interioranos aos holofotes da capital, com maior repercussão de público e da indústria fonográfica local, além de criar um marco no calendário cultural do Estado.

Com formato democrático, a premiação está dividida em seis etapas: inscrições; triagem técnica de documentação e materiais específicos para habilitação da inscrição; avaliação e pré-seleção pela Comissão Julgadora das Músicas, dos Shows e dos videoclipes participantes da premiação; avaliação in loco da Comissão Julgadora; apresentações de shows e músicas concorrentes nas mostras itinerantes realizadas em locais públicos de Salvador, intituladas de Festival Caymmi de Todas as Músicas; e premiação dos ganhadores na Cerimônia de Premiação, que acontecerá no Teatro Castro Alves em 30 de abril de 2015, data de aniversário do mestre Dorival.

Vencedores

Cantiga

PRÊMIO CAYMMI DE MÚSICA ANUNCIA OS VENCEDORES

Confira a lista de ganhadores por categoria:

CATEGORIA SHOW

• Tuzé De Abreu

SUBCATEGORIAS

REVELAÇÃO
• Ifá Afrobeat

 

PRODUÇÃO
• Jenner Salgado – Ganhadeiras de Itapuã

 

DESTAQUE TÉCNICO
• Caji – Técnico de Som (Aiace/Ana Paula Albuquerque)

 

DIREÇÃO MUSICAL
• Mateus Dantas (Tuzé De Abreu)

 

DIREÇÃO ARTÍSTICA
• Jarbas Bittencourt (Tainah)

 

INSTRUMENTISTA
• Eric Assmar

 

INTÉRPRETE MASCULINO
• Tito Bahiense

 

INTÉRPRETE FEMININO
• Larissa Luz

 

BANDA/GRUPO/ORQUESTRA
• Pirombeira

CATEGORIA MÚSICA

CANÇÃO

• Odisséia Baiana – Filipe Lorenzo

MÚSICA INSTRUMENTAL

• Noite cinza, dia anil – Casa Verde

SUBCATEGORIAS

PRODUÇÃO
• Axé – Ênio

 

ARRANJO
• Paulo Mutti – Odisséia Baiana – Filipe Lorenzo

 

INTÉRPRETE INSTRUMENTAL
• Beto Martins – “Rio das Contas” – Beto Martins

 

INTÉRPRETE VOCAL
• Bruna Barreto (Lily Braun)

CATEGORIA VIDEOCLIPE

• Mamá Soares & Coletivo di Tambor – A Filha de Calmon

SUBCATEGORIAS

DIREÇÃO
• Max Gaggino – “A Filha de Calmon” (Mamá Soares & Coletivo di Tambor)

 

FOTOGRAFIA
• Victor Marinho – “As Nuvens” (Nana)

 

PRODUÇÃO
• Edson Bastos – “O Quintal” (Ayam Ubráis Barco)

 

ROTEIRO
• Rodrigo Luna e Pedro Perazzo – “Toco Y Me Voy” (Toco Y Me Voy)

VOTO POPULAR

Categoria Música

• Ondas – Bruno Masi (Bruno Masi / Mariana Paiva)

Categoria Música Instrumental

• Lua Nova – Laila Rosa (Laila Rosa)

Categoria Videoclipe

• Além Mar – Semivelhos

Confira todas as Categorias do Prêmio Caymmi de Música:

Música

Obra de composição musical ou litero-musical, com duração de até 6 (seis) minutos.

Quesitos premiados com Troféu:

1. Intérprete Vocal

2. Intérprete Instrumental

3. Arranjo

4. Produção Musical

5. Voto Popular

 

Show

Apresentação artística aberta ao público, com interpretação de ao menos 10 (dez) obras musicais completas, realizada em espaço público ou privado, com ou sem venda de ingressos.

Quesitos premiados com Troféu:

1. Intérprete Masculino

2. Intérprete Feminina

3. Instrumentista

4. Direção Artística

5. Direção Musical

6. Destaque Técnico

6. Cenário

7. Produção

8. Revelação

9. Voto Popular

 

Videoclipe

Registro em audiovisual da interpretação de uma obra musical ou litero musical completa, com duração de até 6 (seis) minutos.

1. Direção

2. Fotografia

3. Produção

4. Roteiro

5. Voto Popular

Todas as inscrições serão avaliadas pela Comissão Julgadora formada por 05 nomes de peso do cenário nacional relacionados à música e cultura: Cláudia Cunha, Luisão Pereira, Luciano Matos, Ronei Jorge e Luciano Bahia.

Luciano Barreto de Matos

Jornalista, DJ e produtor. Atua da área de cultura e entretenimento. Possui atuação destacada em mídia impressa e rádio, já tendo trabalhado nos principais veículos do segmento no Estado. Desenvolve ainda atividades de consultoria, curadoria de músicas e comissões julgadoras de editais e projetos como Conexão Vivo, Natura Musical e editais da Secretaria de Cultura do Estado. Atualmente é produtor e apresentador do programa Radioca na Rádio Educadora e Editor do Blog El Cabong, que trata sobre o universo da música independente brasileira.

Luisão Pereira

Músico, compositor e produtor musical, atuante na cena alternativa baiana desde os anos 80. Nos anos 90, alcançou projeção no cenário nacional com a banda “Penélope” (1996–2004). Compôs trilha para cinema e televisão, além de produzir discos e shows de bandas como Los Hermanos, Nação Zumbi, Titãs, Paralamas do Sucesso dentre outros. Fez a direção musical pra TV Educadora do VIII Festival da Educadora FM que contou com os sambistas Edil Pacheco, Nelson Rufino e Walmir Lima, num tributo a Ederaldo Gentil. Atualmente, tem o projeto “Dois em Um”, que despertou atenção da imprensa nacional e internacional, lançou dois discos e lançará em 2014 – Via edital Natura Musical, um DVD e turnê com shows no Brasil e Canadá.

Claudia Cunha

Um dos novos nomes da música brasileira e uma das principais artistas da cena musical da Bahia. Reside e desenvolve sua carreira musical em Salvador desde 1996, tendo se formado em Música pela Universidade Federal da Bahia. Tem se apresentado nos principais espaços e projetos artísticos da cidade, como: Domingo no TCA, Música no Parque, Música no Porto, Conexão Vivo, Circuito Cultural Banco do Brasil, MPB Petrobrás; além de dividir o palco com artistas como Moraes Moreira, Paulinho Boca, Leila Pinheiro, Geraldo Azevedo, Jussara Silveira, Roberto Mendes e outros.
Seu primeiro CD “Responde à Roda” é resultado do Prêmio Braskem de Música e foi lançado nacionalmente pela gravadora Biscoito Fino (2009). Esse trabalho lhe rendeu indicação ao Prêmio da Música Brasileira 2010 como Melhor Cantora (Categoria Regional) e a circulação por várias capitais. Sua atuação como intérprete e compositora lhe rendeu outras premiações importantes da área musical da Bahia como Troféu Caymmi (Melhor Cantora, 2006) e Festival de Música Educadora FM 2012 e 2007 (ambos como Melhor Intérprete).

Luciano Bahia

Músico com currículo que inclui apresentações na França, Bélgica, Portugal, Itália e Estados Unidos. Multifacetado, o artista passeia por várias áreas onde a musica se insere. No teatro Luciano já assinou a trilha sonora de mais de 100 espetáculos de renomados diretores, entre eles João Falcão, José Possi Neto, Fernando Guerreiro, Paulo Dourado e Luiz Marfuz. Na área de dança, fez música para o Dance Brazil, grupo brasileiro radicado em Nova Iorque e em 2007 compôs a trilha sonora para os 25 anos do Ballet de Teatro Castro Alves, com apresentações no Brasil e na Alemanha. Luciano já tocou com artistas nacionalmente conhecidos como Danilo Caymmi, Jorge Mautner, D. Ivone Lara entre outros. Diretor Musical e produtor de CDs de cantoras baianas como Márcia Castro (Troféu Caymmi 2004/Prêmio BRASKEM 2006/Indicada ao TIM 2008/Prêmio Natura Musical 2011 e 2012) e Mariene de Castro (Prêmio TIM 2005/Prêmio Itaú Cultural 2005/Prêmio BRASKEM 2004). Quatro dos seus shows já foram transformados em especiais de televisão (TVE-BAHIA e TV Salvador). Ganhou em 2004 em Salvador o Troféu Caymmi como melhor compositor com a canção “Queda”, e em 2005 recebeu o grande “Prêmio Braskem de Cultura e Arte”, gravando o CD “1”, com a participação da diva Elza Soares. Sua canção “Queda”, na voz de Celso Fonseca, chegou a atingir o sexto lugar em execução no estado do Rio de Janeiro, e outra gravação da mesma música, com a cantora Márcia Castro, fez parte da trilha sonora da novela “Ciranda de Pedra” da Rede Globo em 2008. Em 2010 se apresenta no festival de Montreux (Suíça) ao lado da brasileira Márcia Castro. Em junho de 2012 faz a trilha sonora do espetáculo de comemoração dos 25 anos do grupo Intrépida Trupe (RJ). Em março de 2013 faz a produção musical junto com o Produtor Alexandre Lins (Ivete Sangalo, Harmonia do Samba) o evento de inauguração do estádio de futebol ARENA FONTE NOVA, que contou com a participação de Ivete Sangalo, entre outros. Em 2014 lança seu segundo CD, “Abstraia, Baby” pelo selo carioca DUBAS. Esse CD contas c as participações especiais de Eduardo Dussek e Ava Rocha.

Ronei Jorge

Vocalista da banda Ronei Jorge e os Ladrões de Bicicleta, criada em 2003 e com dois álbuns lançados no cenário musical baiano. Além de compor as músicas da banda, Ronei já criou trilhas sonoras para espetáculos teatrais e filmes. Com formação em Comunicação Cinema e Vídeo pela Faculdade de Tecnologia e Ciências (FTC), foi co-diretor e co-roteirista de curtas e médias-metragens. Por causa desse trabalho, recebeu reconhecimentos no 6º Festival de Cinema de Triunfo, no 23º Cine Ceará, no Festival do Rio 2013 e no IX Panorama Internacional Coisa de Cinema, dentre outros. Atualmente Ronei é apresentador e co-produtor do programa de música independente Radioca, da Educadora FM. Participou da curadoria musical do Ponto FIAC- Solar Boa Vista (2013) e do Projeto Vila da Música – Teatro Vila Velha (2011/2012). Foi componente da Mesa Videoclipe x MTV – Capilaridade e Alcance do XI Festival Nacional de Vídeo Imagem em Cinco Minutos – 2007 e Jurado do XI Festival Brasileiro de Cinema Universitário – Rio de Janeiro – 2006.

Após a seleção pelo júri, os melhores colocados na categoria “Show” se apresentarão em palcos montados em praças e espaços públicos de Salvador, no formato de Festivais Musicais. Ao todo, serão oito dias apresentações entre os meses de dezembro de 2014 e março de 2015, sendo uma oportunidade para os concorrentes se apresentarem ao vivo para o grande público, promovendo a democratização e acesso aos novos produtos culturais. Estas apresentações serão também avaliadas pelo júri técnico e artístico para a seleção dos vencedores do Prêmio.

O vencedor de “Show do Ano”, da Categoria Show, receberá um prêmio em dinheiro no valor de R$ 10.000,00 (dez mil reais).

Os vencedores de “Música Instrumental do Ano” e “Música com Letra do Ano”, da Categoria Música, e de “Videoclipe do Ano”, na Categoria Videoclipe, receberão cada um o prêmio em dinheiro no valor de R$ 5.000,00 (cinco mil reais).

Os Prêmios serão entregues através de cheque nominal ao artista ou ao responsável pela inscrição, no caso de banda ou grupo.

01. O que é O Prêmio Caymmi de Música?
Resgatando a tradição dos antigos festivais, o Prêmio Caymmi de Música tem a missão de reconhecer, fortalecer e premiar a nova produção musical baiana, impulsionando novas criações. Homenageando o mestre da Música Popular Brasileira, Dorival Caymmi, que em 2014 completaria 100 anos, o Prêmio busca o diálogo com as necessidades do mercado cultural da Bahia. Com duração de 10 meses o projeto envolverá toda a Bahia, celeiro musical do país, e ocupará os espaços públicos de Salvador, buscando cumprir uma importante função que é pautar a produção baiana, dignificar a qualidade sonora da Bahia e valorizar a diversidade e o acesso dos artistas interioranos aos holofotes da capital, com maior repercussão de público e da indústria fonográfica local, além de criar um marco no calendário cultural do Estado.
02. Quais são as etapas da premiação?
Com formato democrático, a premiação está dividida em seis etapas: inscrições; triagem técnica de documentação e materiais específicos para habilitação da inscrição; avaliação e pré-seleção pela Comissão Julgadora das Músicas, dos Shows e dos videoclipes participantes da premiação; avaliação in loco da Comissão Julgadora; apresentações de shows e músicas concorrentes nas mostras itinerantes realizadas em locais públicos de Salvador, intituladas de Festival Caymmi de Todas as Músicas; e premiação dos ganhadores na Cerimônia de Premiação, que acontecerá no Teatro Castro Alves em 30 de abril de 2015, data de aniversário do mestre Dorival.
03. Qual o período de inscrição?
As inscrições estão abertas até o dia 30 de setembro de 2014.
04. As inscrições só podem ser realizadas através do site?
Não. As inscrições podem ser realizadas também através da Caixa Postal 4119. Para aqueles que preferirem realizar a inscrição através de Caixa Postal, os documentos pertinentes deverão ser anexados à ficha de inscrição, disponível na seção “downloads” do portal, e o material completo serem postado impreterivelmente com data de postagem entre os dias 11 de agosto e 30 de setembro de 2014.
05. Em todas as categorias, a produção artística deverá ser inédita ou atual?
Sim. Entende-se por inédito ou atual a Música, Show e Videoclipe que não tenham concorrido em nenhuma outra premiação, e lançados em até 12 (doze) meses que antecedam o ato da inscrição.
06. A música inscrita deve ser de apenas um compositor?
Não. As músicas inscritas no Prêmio podem ter mais de um compositor.
07. Na ficha técnica, além do nome do grupo que compõe a banda, é necessário que se coloque outras funções como: direção artística, figurino, direção musical, iluminação, cenário, produção, fotografia?
Sim. A Ficha Técnica deve conter toda e qualquer informação técnica equivalente e pertinente.
08. Podemos realizar a inscrição ao mesmo tempo de SHOW / MÚSICA e VIDEOCLIPE? Ou é feito separadamente?
As inscrições em diferentes categorias devem ser realizadas ao mesmo tempo, aproveitando, desse modo, de forma dinâmica, toda documentação básica envolvida. Importante considerar que cada participante poderá se inscrever em todas as categorias, com apenas um projeto por Categoria.
09. O que pode resultar na desclassificação automática dos participantes?
São passíveis de desclassificação: Preenchimento incorreta da Ficha de Inscrição; Envio de material incompleto ou fora da especificação descrita no Regulamento; Realização de inscrição / envio de material fora do período especificado de inscrição, ou da prorrogação, se houver; Realização da inscrição pelo Portal do Prêmio Caymmi e envio de parte do material pelos Correios.
10. Devo enviar autorização de uso de imagem e voz no momento da inscrição?
Não é necessário. No entanto, todo participante ao se inscrever concorda que, caso venha a ser selecionado para as apresentações ao vivo a serem realizadas pelo Prêmio deverá autorizar o uso de sua imagem e voz, assim como a gravação e fixação das suas apresentações para fins institucionais e de divulgação do Prêmio Caymmi de Música, sem finalidades comerciais.

Rede Caymmi

Paratodos

Participe da nossa rede colaborativa com as hashtags #premiocaymmi e #premiocaymmidemusica e compartilhe suas produções, interaja com outras pessoas e contribua para a difusão da produção musical alternativa baiana. Vamos fazer a cultura circular neste celeiro musical!

Agenda

O quê que a Bahia tem?

12/08/2014 a 01/11/2014

Triagem Técnica de documentação e materiais específicos para habilitação da inscrição;

 

20/08/2014 a 01/11/2014

Avaliação e pré-seleção pela Comissão Julgadora das Músicas e Videoclipes inscritos na Premiação;

 

20/08/2014 a 01/02/2015

Avaliação in loco dos Shows pré-selecionados pela Comissão Julgadora;

 

Festival Caymmi de Todas as Músicas

13 e 14/12 - Sto. Antônio
10 e 11/01 - Tubarão
07 e 08/02 - Rio Vermelho

 

 01/03/2015 a 20/03/2015

Divulgação dos 3 (três) finalistas de cada categoria e que vão também para votação popular no site www.premiocaymmi.com.br

 

30/04/2015

Premiação dos ganhadores na Cerimônia do Prêmio Caymmi de Música e data de encerramento do centenário de Dorival Caymmi.

News

Vamos falar de Tereza

Lista de selecionados será divulgada dia 30 de outubro

Com inscrições encerradas nesta quarta-feira, 15, o Prêmio Caymmi de Música segue rumo as próximas etapas. Foram inscritos, no total, 87 shows, 137 músicas (14 instrumentais) e 63 videoclipes. Após avaliação e pré-seleção pela Comissão Julgadora das Músicas, dos Shows e dos videoclipes inscritos na premiação, será realizada no dia 30 de outubro, a divulgação dos selecionados em cada categoria, no site oficial do Prêmio www.premiocaymmi.com.br. Até abril de 2015 o projeto envolverá todo o Estado, fortalecendo e premiando a produção musical baiana, além de prestar merecida homenagem ao mestre Dorival Caymmi, que em 2014 completaria 100 anos. “Estamos muito felizes com o resultado dessa primeira fase do Prêmio. Recebemos centenas de inscrições, o que

29 set 2014

Inscrições prorrogadas até 15 de outubro

Atendendo a solicitação dos artistas, o Prêmio Caymmi de Música terá suas inscrições prorrogadas ate o dia 15 de outubro. Impulsionando novas criações, o Prêmio contempla três categorias: Show, Música e Videoclipe e busca cumprir a importante função de pautar a produção baiana, dignificar a qualidade sonora da Bahia e valorizar a diversidade musical. As inscrições podem ser realizadas através do site www.premiocaymmi.com.br ou através da Caixa Postal 4119. O Prêmio Caymmi de Música é uma realização da Via Press Comunicação e Eventos e conta com o patrocínio da GVT, da Prefeitura Municipal de Salvador e da Secretaria de Cultura do Estado da Bahia, através da Lei de Incentivo Fiscal FazCultura. Sobre a premiação -

28 ago 2014

Circuito Caymmi : Circuito Caymmi movimentará a cena musical baiana no segundo semestre de 2014

Além de buscar o diálogo com as necessidades do mercado cultural do Estado, o Prêmio Caymmi de Música também funciona como elemento propulsor para movimentação da cena musical baiana através do Circuito Caymmi. Criado com o objetivo de ampliar a visibilidade dos shows habilitados e selecionados para participar do Prêmio, o Circuito conta com a importante parceria de diversas casas de show de Salvador, a exemplo da Commos, Red River, Dubliners, Teatro Gamboa Nova, Teatro Sesi e Café Teatro Rubi. Homenageando o centenário do mestre Dorival Caymmi, o Prêmio Caymmi está dividido em três categorias, sendo uma delas a categoria Show. Após a triagem dos trabalhos inscritos, os shows selecionados terão a opção de se

Memória Caymmi

Saudades da Bahia

Natural de Salvador, Caymmi foi um cantor, compositor e violonista que muito influenciou a Música Popular Brasileira. Tendo como forte influência a música negra e a bossa nova, a obra de Dorival Caymmi é caracterizada pelos temas praianos e pela exaltação às belezas de seu estado natal: Bahia. Com um estilo pessoal de compor e cantar, demonstrando espontaneidade nos versos, sensualidade e riqueza melódica o ‘poeta popular’ compôs obras como “O Mar”, “O bem do mar”, “Pescaria”, “Saudade da Bahia”, “O que é que a Bahia tem?”, “Samba da minha Terra”, “Doralice”, “Marina”, “Modinha para Gabriela”, “Maracangalha” e “Saudade de Itapuã”. Com mais de 60 anos de carreira, Dorival teve 104 músicas compostas, lançou cerca de 20 discos e teve suas canções gravadas por grandes intérpretes da MPB. Patriarca de uma família de cantores, compositores e instrumentistas como Dori, Danilo e Nana Caymmi, Dorival completa seu centenário de vida em 2014.

 

1914

Nasce Dorival Caymmi em Salvador, Bahia.

1927

Interrompe os estudos e começa a trabalhar na redação do jornal O Imparcial, como auxiliar.

1930

Escreve sua primeira música “No Sertão”.

1935

Estreia o programa "Caymmi e Suas Canções Praieiras" na Rádio Clube da Bahia.

1936

Venceu, como compositor, o concurso de músicas de carnaval com o samba “A Bahia também dá”.

1938

Muda-se para o Rio de Janeiro aspirando tentar a carreira de jornalista e o curso preparatório de Direito . Ainda em 38, apresenta-se na Rádio Transmissora cantando o samba "O Que É Que a Baiana Tem?", mais tarde incluído no filme Banana da Terra (1938), com Carmen Miranda, e que alcança sucesso nacional.

1939

Atua na famosa Rádio Transmissora do Rio de Janeiro. Ainda em 39 conhece Stella Maris, cantora iniciante com quem viria a se casar.

1940

"Samba da Minha Terra”

1942

"Rosa Morena"

1947

"Marina"

1952

"Não Tem Solução"

1953

"João Valentão"

1956

"Maracangalha"

1972

"Oração para Mãe Menininha" e "Modinha para Gabriela" entraram na trilha sonora da novela Gabriela.

2008

Morre Dorival Caymmi no RJ, Rio de Janeiro, por falência múltipla dos órgãos.

Circuito Caymmi

Além de buscar o diálogo com as necessidades do mercado cultural do Estado, o Prêmio Caymmi de Música também funciona como elemento propulsor para movimentação da cena musical baiana através do Circuito Caymmi. Criado com o objetivo de ampliar a visibilidade dos shows habilitados e selecionados para participar do Prêmio, o Circuito conta com a importante parceria de diversas casas de show de Salvador, que possibilitarão a realização de pautas diferenciadas para os inscritos. Entre as casas parceiras então: Commos, Red River Café, The Dubliners Irish Pub, Teatro Gamboa Nova, Teatro Sesi, Varanda Sesi, Café Teatro Rubi, Cine Teatro Solar Boa Vista, Teatro Gamboa Nova, Casa da Música, além dos Centros Culturais da Plataforma e de Alagados.

sesi
rubi
redriver
commons
solarboavista
dubliners
barroquinha
gamboanova
plataforma
alagados
barroquinha

Contato

Você já foi à Bahia?

Aguarde...